5 de nov de 2008

Amanda Conner fala sobre "Terra"

Há uma nova heroína no Universo DC, e ela está sacudindo as coisas. Literalmente e figurativamente.

Ela estreou em Supergirl #12, mas a completamente nova Terra foi mencionada desde o anúncio de uma mini-série em 2006. Com aquela aparição em Supergirl e mais tarde em Teen Titans, a há muito esperada mini-série atinge às prateleiras dia 5 de Novembro. Trazendo esta nova a face ao nome Terra estão os escritores Jimmy Palmiotti e Justin Gray, com arte de Amanda Conner.

Em entrevista ao site Newsarama, Amanda Conner falou sobre seu trabalho na mini-série Terra. Confira abaixo uma tradução livre e resumida (ou clique aqui para ver a versão integral em inglês):

Quais foram os desafios de trabalhar nesta nova Terra e quanto você investiu na história e designs da personagem?

Justin e Jimmy deram-me rédeas soltas sobre a aparência e design da nova Terra. Nós queríamos distinguí-la das outras Terras, para ela ter sua própria aparência e personalidade. Tenho que dizer que o maior desafio para mim nesta mini-série foi a um tanto infortunada descoberta que eu fiz sobre mim mesma quando estava a dois terços através do capítulo #2... e era que eu realmente não gostava de desenhar rochas... Eu sei.... não é algo bom se você está trabalhando em uma revista da Terra. Muitos dos meus amigos artistas não puderam entender este fenômeno porque, aparentemente para todos os outros, rochas são bastante fáceis de desenhar. Para mim, nem tanto. Porém, tudo que não eram rochas foram um arraso desenhar!

Que tipo de abordagem você fez com Terra em termos de expressar a personalidade dela?

Eu queria fazer Terra meio como uma jovem e idealista versão feminina do Super-Homem, mas talvez com um pouco mais de ingenuidade e muito poucas dúvidas de que o mundo pode ser salvo. Talvez como ele poderia ter sido quando um jovem adulto. Na minha cabeça, ela é alguém que saberia sobre as aventuras dele e ela poderia idolatrá-lo. Ao mesmo tempo, ela não saberia muito sobre o nosso mundo e os costumes dele, algo que geralmente fica meio engraçado quando ela interage com pessoas e personalidades com os quais somos muito familiares.

Enquanto você estava trabalhando nesta mini-serie, o editorial da DC pediu para o time de Terra fazer um capítulo de Supergirl #12 estreá-la antes da mini-série. Como foi aquilo e como você acha que isto irá colorir a nova mini-série?

Eu acho que foi uma introdução bastante boa à Terra. Definiu a personalidade e os objetivos dela e mostrou que ela será muito diferente das Terras anteriores. Ela tende a olhar as coisas com um ponto de vista muito preto & branco, então nós veremos como ela aprende a lidar com nosso mundo muito cinza-no-meio.

Naquele capítulo de Supergirl, você desenhou uma grande luta com um monstro tipo-dinossauro. Que tipo de coisas Terra vai enfrentar na mini-série dela?

Você terá que ler e descobrir!

A origem secreta de Terra tem sido mantida bastante... bem, secreta. Mas Jimmy mencionou que há uma conexão com as Terras anteriores – você poderia confirmar-nos se você desenhou outras Terras para esta mini-série?

Não, eu não fiz quaisquer outras Terras nesta mini-série. Na verdade, eu acho que a única vez que eu fiz uma Terra original foi para um sketch que PulpSecret me filmou fazendo... então eles aceleraram aquilo e puseram no YouTube, então você pode ver todo o processo em cerca de um minuto ou alguma coisa como isto.

Você sente que esta versão da Terra é algo do qual os fãs irão gostar?

Cara, eu certamente espero! George Perez é difícil de seguir.

O público tem estado impaciente para ver esta série, sendo que ela foi anunciada cerca de dois anos atrás. Jimmy mencionou que foi anunciada um pouco cedo demais, então houve muita pressão para apressar isso?

Bem, quando eles anunciaram, a DC não a pôs na agenda, então não estava me sentindo muito pressionada a princípio e estiveram habilitados a me colocar em Supergirl e Wedding Special sem que isso interferisse na agenda de Terra. Depois que eles decidiram agendá-la, foi quando eu meio que tive uma fogueira acesa embaixo de mim mesma.

E quão longe você está de terminar esta série?

Terra está completamente desenhada e arte-finalizada, e está sendo colorizada (belamente!) por Paul Mounts bem agora.

Nenhum comentário: