22 de dez de 2008

Exclusiva com Garcia-Lopez

A Torre Titã entrevistou, com exclusividade, o grande artista José Luiz Garcia-Lopez, que falou sobre a produção de "O Retorno de Donna Troy" (2005) e sobre o que vem fazendo atualmente. Confiram!

 Como foi trabalhar com Jimenez e George Pérez (como seu arte-finalista) em "O Retorno de Donna Troy"?

Olhando um tempo atrás, a experiência foi muito positiva. Devo confessar que não sou muito fã de "super grupos". É complicado desenhar muitos personagens e mantê-los compostos em uma narrativa. Minha grande vantagem para esse projeto foi que Jimenez e Pérez conheciam geneticamente cada personagem [Risos]. Então, apenas segui cegamente o argumento de Phil e confiei plenamente em George para consertar todo erro que eu viria a cometer. Entretanto, devo ressaltar que me sinto muito agradecido por ter tido Pérez finalizando meu trabalho tão meticulosamente.

Na minissérie, houve algum personagem que você não conhecia, desde então?


Acho que eu conhecia todos... Acredito que eu tenha desenhado todos eles em diferentes encarnações.
Se você me perguntar sobre os "Deuses Titãs", acho que eu os redesenhei para essa estória. Foi muito bom para mim, pois eu trabalho muito mais feliz com minhas próprias criações.

 Certa vez, você disse que Donna Troy era sua personagem favorita para desenhar. Como foi trabalhar em sua origem?

Você diz "meu Titã favorito" nos anos 80, certo? Bom, naquela época, foi uma experiência fabulosa, mas hoje, em sua minissérie, e eu me acho um sortudo de não ter desenhado todas aquelas estrelas compostas em seu uniforme, porque tudo foi idéia do Phil [Jimenez]... Sempre procurando colocar vários detalhes em todas as páginas. [Risos]

Em outra ocasião, você também disse que acha melhor não ter ligações com os personagens. Você ajudou a criar a Quartzo, que se tornou muito popular para os antigos fãs. Se ela, um dia, voltar, gostaria de trabalhar em seu retorno?

Eu desenhei seu uniforme, que foi aceito sem nenhuma alteração. Na verdade, seu rosto pertence a uma pessoa real - uma amiga na DC me pediu para que usasse sua face para ilustrar a personagem.
Quanto a trabalhar com a personagem novamente, acredito que eu não estaria interessado. Faz muito tempo e eu realmente não construí nada emotivo com a Kole.

Você deve saber que há um novo título para os Titãs (Judd Winick e vários artistas). Você gostaria de trabalhar com o grupo novamente?


Quando eu trabalhei com os Titãs, foi uma "oferta irrecusável". Mas eu já lhe disse, anteriormente, que super-grupos não é meu tipo favorito de trablho.

 Joe Bennett, artista exclusivo da DC Comics, é seu fã confesso. Ele sempre cita você em suas entrevistas e vem fazendo um excelente trabalho em Terror Titans. Muitos fãs adorariam vê-lo como artista regular da nova série dos Titans. Você o conhece? O que acha da idéia de Bennett se tornar o artista do título?

Joe pode fazer qualquer tipo de personagem. Ele tem todos os requisitos para trabalhar no gênero super-herói, além de ter talento, ele é jovem e tem energia suficiente para desenvolver muita coisa nos anos que virão.

No que você está trabalhando atualmente?

Estou terminando três edições de Batman Confidencial. Originalmente, eu estava com o lápis e a arte-final, mas por problemas de prazo, Kevin Nowlan assume o nanquim (Parece bem legal, né?!).
Por outro lado, sempre estou trabalhando com novos designs para vários Guias de Estilo da DC. Este ano, por exemplo, fiz mais de 50 para eles.

Poderia deixar alguma mensagem para os fãs brasileiros?

Eu tenho sorte de possuir poucas cópias de material antigo publicado no Brasil (Esquadrão Atari, Batman, Hulk, Cinder & Ashe, etc) e saber que os brasileiros apreciam meu trablho me traz muita satisfação. Obrigado pelo reconhecimento e por continuar produzindo grandes artistas desde João Motinni a Joe Bennett. Além do bom futebol [Risos].

Nenhum comentário: