9 de out de 2010

Coadjuvantes que se tornaram essenciais

Muitos personagens já passaram pelos Novos Titãs. Ao mesmo tempo em que os fãs são exigentes, eles acabam apresentando um ponto fraco. Quando menos esperam, apaixonam-se por aqueles personagens menos improváveis. Basta notarmos a legião de fãs de Estrela Vermelha, Lilith, Miss Marte, Jericó, Kid Demônio e Argenta. Citei estes, pois são um dos principais coadjuvantes da História Titânica.

Toda fase histórica do grupo, um ou outro personagem é utilizado como protagonista de um determinado arco. Natural, pois estórias devem ser contadas. Temos como exemplo a Lilith e o Estrela Vermelha ainda na época da primeira Turma Titã.

A primeira nos foi apresentada num ambiente misterioso, preconizando uma grande ameaça ao grupo. Ruiva, dançarina e mística, Lilith acabou conquistando fãs imediatamente. Por um tempo, agiu como aliada do grupo, mas, em seguida, tornou-se integrante do mesmo. Após certo tempo na gaveta, Wolfman e Pérez a trouxeram de volta na excepcional saga O TERROR DE TRIGON. Os autores conseguiram manter o ar misterioso sem deixar a sensualidade de lado. Lilith cresceu! Mas, em seguida, se perdeu em meio a decisões editoriais. Morreu!

Leonid Kovar é outro exemplo de grande sucesso. O primeiro herói do UDC a ulizar o codinome de Estelar, o jovem russo apareceu como aliado dos Titãs quando estes tentavam deter um habilidoso ladrão de jóias - André LeBlanc. Ainda durante a Guerra Fria, Leonid e Wally, naturalmente, se estranhariam, mas o espírito heróico e altruísta prevaleceu. Em meio a uma determinada ameaça à saúde pública dos EUA, Leonid acabou perdendo o amor de sua vida, Maladi Malanova. Mesmo assim, continuou seu contato com os jovens heróis, principalmente quando Cyborg aterrisou em um foguete na Rússia. O comunista, instantaneamente ajudou seu colega. Resumindo, em seguida, o amor aos amigos e a seus ideias prevaleceram. Leonid voltou ao grupo e se apaixonou por Pantha, tendo como filho-adotivo o Bebê Gnu. O tempo passou e Leonid, após suas perdas, voltou a atender seu país.

Nenhum comentário: