23 de fev de 2011

Dwayne McDuffie (20 de Fevereiro de 1962/ 22 Fevereiro de 2011)

Originário de Detroit, Dwayne McDuffie era lutador da igualdade racial nos quadrinhos americanos e um escritor muito criativo.

Iniciou sua carreira no fim dos anos 1980 na Marvel Comics com projetos bacanas e inovadores como Damage Control. No inicio dos anos 1990, Dwayne junto a outros artistas fundou a Milestone Media com o objetivo de tirar todo o estereotipo da raça negra nos gibis. Pela Milestone, cujas HQs eram publicadas pela DC Comics, criou diversos personagens interessantes: Ícone, Super Choque, Hardware, etc. Em 1994, Dwayne escreveu junto a outros roteiristas o crossover Quando Mundos Colidem, que promoveu o encontro entre os personagens da DC e da Milestone, inclusive o encontro entre os futuros Titãs Superboy e Super Choque. (Saiba mais do crossover aqui)

Seus trabalhos de maior reconhecimento foram as animações. Destacam-se: Super-Choque (que mostrou encontros do herói com Batman, Robin, Liga da Justiça, etc); Ben 10: Supremacia Alienígena e Força Alienígena, etc. Um dos seus trabalhos mais elogiados foi Liga da Justiça e LJ: Sem Limites – sendo roteirista de alguns episódios e produtor executivo de todas as 5 temporadas. Seus outros créditos nas animações incluem: Jovens Titãs e O que há de novo Scooby Doo?

Além disso, roteirizou e produziu alguns dos melhores longa-metragens animados da história: Liga da Justiça: Crise em Duas Terras, All Star Superman e muitos outros. Dwayne também escreveu a história do video game Justice League Heroes.

Após sua bem sucedida passagem pelas animações, Dwayne retornou aos quadrinhos. Na DC, escreveu Liga da Justiça, onde desenvolveu um clima romântico entre Roy Harper, Arqueiro Vermelho na época, e Moça Gavião. Porém, sua passagem no título foi carregado de polêmicas: Dwayne reclamava que as rédeas nas quais ele foi obrigado a trabalhar, acabavam totalmente com suas idéias e fazendo-lhe escrever quase todos os arcos com muita amargura e negação. Estas afirmações do autor, bem como várias outras, acabaram sendo coletadas de uma vez pelo ex-colunista do CBR Rich Johnston em sua clássica coluna Lying in the Gutter. Com esta coletânea e com a recém confirmação do autor para o Robot6 que não gostava mais de escrever a Liga da Justiça já fazia tempo a fúria editorial foi curta e grossa: McDuffie estava despedido do cargo e Len Wein entraria em seu lugar por três edições. Para saber mais sobre essa polêmica clique aqui.

Na Liga, McDuffie fez com que os personagens da Milestone fossem incorporados ao Universo DC, o que possibilitou a entrada de Super Choque nos Novos Titãs. Depois de ser tirado de seu cargo em JLA, Dwayne escreveu Milestone Forever em 2010. A mini mostrou a última aventura dos personagens da Milestone antes de ingressarem no Universo DC.

No dia 22 de Fevereiro de 2011, Dwayne McDuffie faleceu. O Comic Book Resources informou que o McDuffie morreu devido a complicações em uma cirurgia. Em nota para o DC The Source, Dan Didio enviou sinceras condolências em nome de toda DC à família e amigos do autor.

Um comentário:

Weber Carvalho disse...

Uma grande perda...