29 de mai de 2012

Contos dos Novos Titãs


Torres Titãs

A história de um reboot

Por Rodrigo Garrit

O primeiro raio da manhã toca a janela translúcida da enorme Torre Titã Primordial em Nova York. Todos os sistemas estão on line e rastreando possíveis ameaças pelo globo. São poucas, hoje em dia. Mas Dick Grayson não baixa a guarda, nem por um minuto. Se depender dos olhos vigilantes do Asa Noturna, a Terra continuará sendo um lugar seguro.  



Na sala de treinamento, alguns jovens participam de um pequeno torneio de artes marciais. O vencedor terá a chance de lutar com Asa Noturna e reclamar a liderança dessa divisão dos Novos Titãs. Não que seja fácil derrotar o homem que substituiu o Batman, mas eles querem tentar assim mesmo. Parte do treinamento é ensiná-los a ter esperança.




O torneio não faz distinção de idade, sexo ou período temporal do qual o participante veio.  Veteranos podem enfrentar novatos e homens podem lutar contra mulheres. Só o que importa é vencer, usando suas habilidades sem truques e sem poderes. A lista de candidatos inclui Jason Todd, Mia Dearden, Bette Kane, Stephanie Brown, Duela Dent, Charlie Parker, Carrie Kelley, Katrina Falconi, Artemis, Tim Drake, Rose Wilson, Cassandra Cain, Cissie King-Jones e Terry Mcginnis.



As batalhas foram acirradas, mas o vencedor? Não houve. Aquela ameaça quase impossível de acontecer aconteceu, e Asa Noturna soou o alerta vermelho. Todos vestiram suas roupas coloridas e foram salvar o mundo.



Enquanto isso, sobre as nuvens, ela cavalga lentamente as tempestades do cosmos. A Torre de Vigilância Titã. Dentro dela, alguns dos maiores heróis da história se reúnem e observam, como fariam os mitológicos Titãs das lendas, porém em vez de seu olhar frio e indiferente, esses Titãs nos olham com cuidado e ternura. Já faz tempo desde que Kyle Rayner, o Lanterna Verde e Wally West, o Flash, fundaram essa divisão espacial de monitoramento titã. Outros logo se juntaram a eles... Elektron, Arauto, Granada, Supergirl, Nosferatu, Pequena Barda, Abelha, Pantha, Miss Marte, Estrela Vermelha, Prestor Jon, Capitão Marvel Jr, Poderoso, Osiris, Trovão e Relâmpago, Argenta, Mas e Menos e Victor Stone, o Cyborg. 



Wally West é o atual líder dessa divisão, e no momento está fazendo contato com o futuro... observando o legado que hoje é semeado. Através da tela cronal, ele é capaz de conversar com um já maduro Brainiac V e seus pupilos, os parceiros mirins da Legião dos Super-Heróis que se uniram e formaram a Legião Titânica no século XXXI. Ele não contém seu orgulho em ver os frutos de seu trabalho ganhar os séculos. Assim como a Legião original se inspirou no Superboy para surgir, esses jovens aprendizes tiveram como inspiração o exemplo dos Novos Titãs. 



Bart Allen, o Kid Flash, se ofereceu para trabalhar com essa nova equipe no futuro, sendo designado o líder da divisão. Embora não seja exatamente sua época de origem, é bem próxima do ano que ele realmente nasceu, quase mil anos no futuro.



Satisfeito, Wally faz um leve ajuste no equipamento e a tela cronal se volta para o passado. Então ele revê o surgimento da Turma Titã... não acredita no quanto eles eram jovens e corajosos... e imagina se eles mesmos teriam alguma noção de quão longe ainda iriam chegar. Mas Wally sabe a resposta. “É claro que nós não sabíamos. Nós só queríamos nos divertir. Tínhamos responsabilidades de adultos... mas ainda éramos apenas crianças”.



Em São Francisco, a Torre Transcendental é mais clássica, sem tanta tecnologia, mas é tão acolhedora quanto as outras.  Ela existe ao mesmo tempo na nossa realidade e numa dimensão paralela. No interior do prédio, em uma sala simples, porém confortável, algumas garotas entram em comunhão e compartilham experiências transcendentais. As paredes têm símbolos de diversas crenças e credos. Símbolos mágicos oriundos das mais diversas dimensões e bairros de subúrbio.



Ravena, Lilith, Segredo, Columba, Arella, Traci 13, Quartzo e Solstício estão na reunião de hoje. Juntas elas vigiam o mundo astral e previnem novas ameaças de cunho místico. Entre outras medidas de segurança, criaram o “Protocolo Trigon”, e já evitaram diversas ameaças apenas com seus mantras.

Do lado de fora, o sol convidou a todos para aproveitar o dia, e nada melhor que uma enorme piscina olímpica ao céu aberto. Os rapazes ficam loucos quando as beldades mergulham em seus sumários trajes de banho... Cassandra Sandsmark, a Moça Maravilha, Bárbara Gordon, Jesse Quick, Miragem e Caitlin Fairchild... mas em especial, Koriander, a Estelar, líder dessa divisão, que emerge como uma deusa de ébano das águas, para delírio de Mutano, Superboy, Danny Chase, Detonador, Rapina, Gnarkk, Besouro Azul, Kilowatt, Xanthi,  Super Choque, Kid Eternidade e Kid Demônio, entre outros.



Como uma mosquinha verde, Gar Logan se aproxima de Miguel Jose Barragan, o Bunker:
 - Ei meu amigo, você está olhando na direção errada. A visão do paraíso está ali! – ele diz, transformando-se em seguida num macaquinho verde, agarrando-se no pescoço dele e apontando para as moças na piscina.
- O paraíso é relativo, muchacho. E daqui de onde estou, tenho uma visão bem pessoal do paraíso – ele responde, sem desviar o olhar de Joey Wilson e Zachary Zatara que conversam ao longe, reservadamente, utilizando linguagem de sinais e gestos de magia.

Longe da piscina, as “Irmãs Terra” se reúnem para sentir as vibrações do planeta, manter o equilíbrio do mundo e o seu próprio... Tara Markov, recém ressuscitada e desmemoriada, tenta encontrar seu lugar na equipe. “Dana” Markov, vinda de uma realidade alternativa, é idêntica a Tara, exceto pelo fato de conhecer o passado de sua “irmã”. Mudou levemente seu nome para obter identidade própria, e tingiu os cabelos de preto.



Na antiga localidade anteriormente conhecida como Caverna da Justiça, hoje funciona o Covil Titã, criado para treinar e abrigar os titãs que ainda são considerados novos demais para entrar em campo. Mas a verdade é que essa equipe de Jovens Titãs sempre encontra uma forma de participar das batalhas. Embora alguns ainda nem tenham adotado um nome e uniforme heroico, todos têm imenso potencial. Hoje se encontram em suas fileiras Robert Troy Long, Lian Harper, os gêmeos Iris e Jai West, Hiro Okamura, Maxine Baker, Cerdian, Chris Kent, Bebê Gnu e Damian Wayne. Roy Harper é o tutor e o líder dessa divisão. E novos membros continuam chegando.


Sob as águas do mar, a Torre Titã Atlântida também se mantém vigilante, zelando pelo planeta em pontos quase inacessíveis para os habitantes da superfície.  Um templo adjacente foi erguido em homenagem a Oceanus e Tétis. O líder dessa divisão é Garth, o Tempest, que comanda as operações de controle de poluição e antiterroristas com ajuda de sua amada Tula, a Aquawoman, e seus amigos, Kaldu´r, o novo Aqualad, Delfin, Lacustre, Letifos, Lori Lemaris e Koryak. Além de toda a fauna marinha do planeta Terra.





Também foram estabelecidas várias outras torres pelo mundo, com novos e antigos membros dos Titãs se revezando e treinando novas gerações para ingressar nas fileiras da equipe. Esse é nosso objetivo principal... ser uma referência para os jovens... a torre não é apenas um quartel general, mas também um refúgio onde eles podem encontrar amigos com problemas parecidos e dispostos a ajudar.

Nossa responsabilidade é cuidar dessas crianças... moldar seu caráter e construir os heróis do amanhã. Mesmo que as vezes seja difícil, nós vamos continuar tentando. Se cairmos, vamos nos levantar e seguir em frente. Nunca perderemos a esperança. Por pior que seja a crise... por mais que tudo pareça perdido... sempre haverá uma luz. E nós abraçaremos o futuro... repleto de mudanças, promessas... e novas aventuras.

Não importa o quanto tentem mudar as nossas vidas... quem quer que seja, ninguém tem esse poder. Ninguém pode mudar nosso passado glorioso.
Eu sabia que seria difícil quando aceitei liderar todas as divisões das torres titãs... mas aceito o desafio e jamais desistirei.

Quem sou eu?

Muitos já se perguntaram... e até eu mesma já me perguntei. Não foi fácil descobrir a resposta. Foi preciso morrer e renascer em infinitas Terras, infinitas vidas. Foi preciso deixar de existir, sem nunca ser esquecida, com a graça de Mnemósine. Mas finalmente encontrei a resposta. O “inalcançável” sempre esteve aqui, dentro de mim. O que temos de mais precioso, é o que reflete aquilo que somos.

Quem sou eu?

Meu nome é Donna Troy.

EU SOU UMA TITÃ.

E isso é o que eu sempre serei. 


9 comentários:

Tarcísio Aquino disse...

Incrivel como você foi capaz de compilar em um único momento o que agradaria a todos os fãs do grupo.

Parabéns, Garrit! E mais que isso, muito obrigado por ter completado meu dia com um conto tão lindo!

Quero ler novamente!!!!

Valery Cats disse...

...e no final Donna Troy entoa um cântico ancestral esquecido há milênios pela humanidade:
"Tudo pode ser, se quiser será
O sonho sempre vem pra quem sonhar
Tudo pode ser, só basta acreditar
Tudo que tiver que ser, será"...

ops, foi mal, musa errada!

Nuno Amado disse...

Bom texto Garrit!
Acho que os fãs dos Titãs vão chorar!
XD
Eu não me considero fã do grupo, embora goste, mas acho que fizeste um bom trabalho!
:)

Abraço

João Roberto da Costa disse...

Estou impressionado com sua capacidade de escrita Garrit.

Continue escrevendo você tem um talento incrível.

Pedro Leal disse...

Muito bom, mesmo sem ser um tema ou personagens que me interessem muito. Continue assim

Venerável Victor disse...

Lindo o texto Garrit,no final achei forçado citar a periguete da Troy, essa cópia mal feita da Mulher Maravilha, mas ta valendo se a gente abstrair. abraços!!

Larissa Karuse disse...

não tenho palavras !!!!!!!amei !!!!!

Rodrigo Garrit disse...

Obrigado a todos pelos comentários... que bom que curtiram! Abraços!

JJ Marreiro disse...

Além da riquesa do próprio texto apresentando diversas fases, possibilidades e formações do grupo achei uma ótima sacada o intercalamento de texto com imagens. Além disso ter fragmentado o texto em parágrafos e períodos curtos deixou a leitura muito leve e curtida.

Acho que nesse post foram usados alguns recursos muito bacanas ligados às possibilidades textuais e sua adequação à web. Bom trabalho.