12 de nov de 2007

Novíssimos Titãs: Por que respeitá-los?

Parte 3: Rose Wilson, Devastadora

Tenho que confessar para vocês que esse é o texto mais desafiador dessa série. E o motivo é bem simples: eu não gosto da Rose Wilson. Minha idéia inicial de título era "Novíssimos Titãs: Por que amá-los?", mas por causa da Rose é que eu alterei o título. E outra porque a minha intenção não é fazer com que o pessoal ame essa nova turma, por que isso é impossível. Não há como você amar algo, ou alguém, por ler um texto! A intenção é realmente que aceitemos e respeitemos esse grupo que está aí, até porque eles estão aí pra ficar. Então olhemos essa equipe com outros olhos. Olhos de respeito, olhos sem censura!
Iniciemos, enfim, a falar sobre a Rose. Rose merece reconsideração sobre muitos de seus atos, pois o conceito de família, alicerce de qualquer pessoa, passou muito longe de sua realidade. Rose viu, durante sua adolescência, sua vida virar de ponta-cabeça. Primeiro ela era uma pessoa normal e feliz vivendo com sua mãe. Assim como Cassie, Rose não sabia quem era seu pai (E acho que se soubesse tudo que iria acontecer, gostaria de ficar sem saber). Então seu tio aparece, mata sua mãe e ela acaba tendo que viver com seu pai, o mercenário Exterminador, conhecido vilão dos Titãs. Este, incapaz de demonstrar amor e lidar com uma filha, a envia para os cuidados dos Titãs, na época, liderados por Roy Harper, que usava a alcunha de Arsenal.
Durante o tempo que passou com os Titãs, Rose foi babá de Lian, filha de Roy. Claro que se uma pessoa é confiável a ponto de cuidar de um bebê, ela é confiável para ser uma amiga. Foi aí que a história de Rose como Titã teve início. Porém, numa sucessão de acontecimentos, Rose foi adotada e se mudou para longe dos Titãs. Quando finalmente estava com uma família, eles foram assassinados. Agora imagine o nó que deve dar na cabeça de uma pessoa que passa pelo que Rose passou! Perder as pessoas que tinha como família, todas pela mão da mesma pessoa, pois o mesmo assassino de sua mãe biológica foi o assassino de seus pais adotivos. O que você iria sentir por essa pessoa? Raiva? Ódio? Desejo de Vingança? Vontade de matar? Eu sentiria! E Rose sentiu. Seu “pai” biológico, que orquestrou essa última tragédia na vida de Rose, então a incentiva a realmente matar o assassino. Se a guria, tomada de ódio e pelo desejo de vingança, recebe o aval do pai, que por mais bandido que fosse, era seu pai, seu pai biológico, o que normalmente é como um orientador, um conselheiro, uma voz de sabedoria para um jovem, que escolha ela faria? Matou o cara! É um ato condenável? Sim, ninguém tem o direito de tirar uma vida. Mas no estado em que ela estava, com as emoções à flor da pele, os sentimentos sendo manipulados por uma pessoa a quem a maioria das crianças e dos adolescentes têm como exemplo e como autoridade, que é a figura de um pai, era de se esperar que algo assim acontecesse. Slade foi o consolo de Rose naquele momento. Foi seu refúgio.
Slade, o Exterminador, com certeza estava somente querendo usar Rose, já que ela herdara seus poderes e possuía, além disso, capacidade pré-cognitiva, ou seja, antecipava as ações e reações de seus adversários. Porém, para ela, aquilo era amor, era carinho de um pai. Ela estava finalmente tendo uma família. Ela foi acolhida por um “pai verdadeiro”. E em troca do que estava recebendo, ela quis retribuir com o que ela poderia oferecer: sua lealdade! Ela quis tornar-se igual a ele. E para isso foi capaz de arrancar seu próprio olho. Louca? Talvez. Mas você a condenaria por querer ter uma família, por amar seu pai sem medidas por pior criatura que ele fosse e fazer loucuras por ele? Muita gente ama quem não merece, e comete insanidades, por que amar faz mais bem a quem ama do que a quem é amado. Até que o amor acabe!
Quando finalmente percebeu quem era seu pai e o que ele havia lhe feito, já era tarde. Rose estava ferida. Física e psicologicamente. Para se redimir do mal que fez, Rose tenta voltar aos Titãs, o que acontece durante os eventos da Crise Infinita. Rose é uma Titã reincidente.
É normal que depois de muitas coisas ruins e passando pela influência que passou, Rose, ou qualquer outra pessoa, se arme, se defenda contra novas decepções, contra novas crueldades, novos traumas. Rose tornou-se fria, calculista, responde a quem quiser da forma que quiser, é arrogante e torna-se amarga. Na psicologia chamam isso de “mecanismos de defesa do ego” (ou algo do tipo. Não lembro bem). Essa é a proteção de Rose, devastar os sentimentos e opiniões alheias pra que ela não se fira, para que continue viva, continue em pé e não se abale com o mundo que a cerca. O mesmo vale para o seu ar de vilania, sua aparente propensão à traição. É para impor respeito, impor medo. Assim muitos evitarão perturba-la e ameaça-la. Rose, quando demonstra estar jogando no ataque, está na verdade se defendendo!
Isso faz de Rose uma figura chave e essencial dentro dos Titãs Novatos. É ela quem vai apontar os erros, os defeitos, quem vai cutucar feridas que pareciam cicatrizadas mas que estavam apenas esquecidas. Rose vai exorcizar os demônios dos Titãs (no sentido figurado, Kid Demônio não vai morrer), mostrar o que há de mal para que eles melhorem, para que eles se superem. Ela é o contraponto. Claro que assim ela acaba conhecendo os pontos fracos de cada um deles e sabendo como derrotá-los caso resolva voltar para o lado negro da força, mas ela também saberá como salvar o mundo e seus amigos caso eles surtem e mudem de lado. Do mesmo modo que a simples combinação (opinião minha) de Zatanna com Metamorpho poderia derrotar um Superman insano (pergunte-me como! hehehe), apenas Rose com sua análise dos seus amigos poderia salvar o mundo de Titãs ensandecidos. Rose herdou a estratégia de seu pai, e fez bom uso!
Para aqueles que acham que um Titã só é Titã se conviveu com os Clássicos, Rose conviveu com Roy e Donna em sua primeira vez como titã e com Vic, Ravena e Gar na segunda. Mas lógico que não é isso que a faz Titã. Eu acredito em ditados populares. Pra mim se eles são usados é por que de fato funcionam. E um deles cai como uma luva no caso de rose: “Há males que vem para bem”. Se nada disso tivesse acontecido na vida dela, ela teria tido a oportunidade de ser uma Titã? Nunca saberemos. Sabemos apenas que tudo isso fez de Rose Wilson o que ela é hoje, e querendo ou não, hoje, a Devastadora é uma Titã!

11 comentários:

Sandro Victoria disse...

Rodrigo,sem contar que a Rose conviveu com o Dick,meio que a contragosto e fora dos titãs,mas conviveu.

Tar Aquino disse...

Muito bom o seu texto, Rodrigo.
Para quem não gosta da Rose, mostrou-se um perfeito advogado do diabo.
Parabens.

LUIZ FELIPE disse...

eu achei muito interessante esse texto já que antes eu achava a rose uma garota besta que nem heroína sabia ser.....eu até ficava com raiva do asa de pedir pro robin cuidar da rose enquanto ela estivesse nos titãs, mas agora eu mudei de idéia a respeito dela dela depois que li esse texto.
eu tbm ñ quero que o bruce morra na verdade eu quero que quem morra seja o asa noturna mas quero que o tim vire o batman mas que ñ fique maligno como seu alter ego do futuro
tbm gostaria de saber se é verdade que a estelar eo vic ficam juntos no futuro alternativo? li isso em nt 21

Tar Aquino disse...

Que legal que passou a gostar da Rose, Luiz Felipe...
Mas, peraí... VC QUER QUE O ASA NOTURNA MORRA? O CRIADOR DOS TITÃS?
NÃÃÃÃÃO..... HEHEH

Olha, Vic e Kory jamais ficam juntos... vc deve ter entendido errado, ok? Eles sempre estarao juntos como amigos, foi o que quiseram dizer...

abraço

Bebel disse...

Agora ISSO � que eu chamo de advogar pelo diabo, defender algumas atitudes da Rose � paia, mas acredite ou n�o eu gosto dela! Rsrsrsrs

Muito Bom!

México McVilla disse...

Valeu pelos comentários!
Eu não tentei defender a rose, eu tentei entender ela. Realmente eu fui advogado do diabo, mas foi em benefício próprio. Como eu disse eu não gosto da Rose, mas eu precisava de um texto onde eu aprendesse a respeitá-la. E hoje eu a respeito. Não a amo, mas respeito!
Sandro, bom vc colocar isso. Só sei oq aconteceu com a Rose nessa última fase e do que eu encontrei sobre ela. Informações adicionais são sempre bem-vindas! Valeu!
Luiz, não mate o asa, nem em seus pensamentos! Por favor! Hehhehehe
Tar, como sempre, valeu pelo espaço! Que aliás, tá cada vez maior! hehehe
Bebel, continue nos prestigiando! Obrigado pelos comentários!
Semana que vem tem mais! Quem será?

Ryeka Graesynka disse...

o Asa Noturna treinou a Rose a pedido do próprio Exterminador. Na verdade, pra mim, a Rose é a Titã mais interessante dessa nova geração, por toda essa complexidade que ela carrega. Finalmente vi outro cara que quer o Dick morto. Achei que era só o Dan Diddio, que ia matá-lo na Crise Infinita. Ainda bem que mudou de idéia :D .Parabéns pelo texto.

Leo Ribeiro disse...

Rodrigo, os textos estão cada vez melhores... sei que já falaram isso, não estou sendo original, né? rsrs, mas sou sincero!

Você foi sagaz em mudar o título dos textos para "Por que respeitá-los?", pois é isso que está acontecendo... aprendo a respeitar, mesmo sem muitas vezes admirar (sim, falo da MM2), mas respeito!

E que venha os outros...

Victor Soto disse...

Muito bom o texto ,parabéns

só não apoio muito isso que todo mundo sempre faz...sobre os Titãs e os Novos Titãs.

É uma opinião, mas Titãs são titãs não importa a fase, roterista, personagens e afins, os titãs atuais são tão titãs como os primeiros, classicos, fodões e afins

Rose é uma personagem unica, sou mais ela do que muitos que já passaram pelos inumeros grupos com titulo de Titã.

Queria saber..se caso eu tivesse uns desenhos by me dos titãs é claro...eu poderia mandar?

Tar Aquino disse...

Olá, Victor. Pode mandar seus desenhos para titantorre@gmail.com

Será selecionado apenas um, ok? Em breve postarei na galeria de imagens na seçao arte dos leitores.
Vc deve colocar seu nome já gravado na imagem.
abraço.

Victor Soto disse...

Obrigado \o/

Então enviei dos links aonde estão dois desenhos, um Lanterna Verde e um Wally.

Se preferir posso mandar em anxo também