14 de set de 2008

Adversários de Cyborg

Sr. Orr e o Projeto M


O pouco que se sabe sobre o misterioso Sr. Orr é que ele age como agente-negro de uma organização governamental especializada em inteligência militar e combates de guerra. Com esse fim, Sr. Orr criou o Projeto M, um programa experimental que utiliza a tecnolgia de Cyborg para criar super-soldados cibernéticos.

O projeto resultou nas criações de Equus, um ser vivo criado artificialmente, e um grupo de Gnus cibernéticos. O amigo de infância de Cyborg, Ron Evers, se tornou cobaia para o projeto e foi fundido com aço de molibdêmio, além de polímeros especiais, da mesma forma que Cyborg. Os implantes também podiam ser controlados por Mr. Orr, caso o soldado passasse a desobedecê-lo.

Ron se tornou uma máquina assassina controlada e foi enviado ao Oriente Médio para uma série de testes de campo. Após testemunhar as atrocidades da guerra, Ron retornou aos Estados Unidos e tentou se tornar livre do Projeto M. Entretanto, Mr. Orr rejeitou o pedido, deixando o frustrado soldado procurar vingança àqueles que o tornaram um ciborgue. Logo depois de sua tentativa de destruir vários setores dos Lab. S.T.A.R. envolvidos com o Projeto M, Evers atacou Sarah Charles e seu noivo, DeShaun, pois estes eram cientistas envolvidos no projeto. As agressões de Ron, entretanto, foram contidas por Cyborg e pelos Titãs.

No clímax do combate, Sr. Orr atraiu o Victor Stone do futuro, que é conhecido como Cyborg 2.0. Ele foi convencido a ajudar Orr na tentativa de preservar sua linha de tempo. Para impedir que Cyborg expusesse os segredos do Projeto M, Orr organizou um grupo chamado de "Cyborg Revenge Squad". Liderados por Cyborg 2.0, este grupo foi composto por Cyborgirl, Magenta, Chip II, Girder, Estilhaço e o Pensador - um grupo especificamente criado para deter Cyborg.

The Cyborg Revenge Squad tentou impedir que Victor Stone expusesse o Projeto M do Sr. Orr - para isso teriam que executar os Phantom Limbs, que eram provas-vivas do programa. Mas Cyborg derrotou o esquadrão, salvando o grupo de super-soldados, inicianto um programa reserva deixado por seu pai. Este programa fez derivados cibernéticos do trabalho de Silas Stone compatível apenas com o DNA de Victor.

Sarah Charles e DeShaun também deixaram o projeto. Isso colocou um fim ao Projeto M - pelo menos por enquanto.

Ron Evers


Sentindo-se confinado em casa, aos 8 anos de idade, Victor Stone procurou conhecer a noite e explorar a cidade. Certa noite, ele foi salvo de um atropelamento por um garoto de rua chamado Ron Evers. Assim que ficaram amigos, Ron provou ser má influência ao jovem Victor. Ao saber dessa amizade, Silas Stone proibiu o relacionamento de seu filho com Ron, mas Victor continuou, assim mesmo, amigo do garoto, pois não tinha outro a não ser este.

Entetanto, enquanto Vic continuou os estudos, Ron tentou recrutar Vic num plano de explodir o prédio das Nações Unidas. Ao invés de ajudar seu amigo, Vic preveniu a explosão. Durante este momento, Ron se viu segurando-se na beirada do prédio, minutos antes da bomba explodir. Fazendo uma difícil escolha, Vic preferiu impedir que a bomba destruísse o prédio, deixando seu amigo cair do edifício para a morte.

Na verdade, Ron não morreu. Ele foi salvo da morte por agentes-negros de uma organização governamental e se tornou parte do Projeto M. Liderado pelo misterioso Sr. Orr, o Projeto M era um programa experimental de super-soldados, que utilizava da tecnologia de Cyborg em aplicações militares. O projeto resultou nas criações de Equus, um ser vivo criado artificialmente, e um grupo de Gnus cibernéticos. Ron se tornou cobaia para o projeto e foi fundido com aço de molibdêmio, além de polímeros especiais, da mesma forma que Cyborg. Os implantes também podiam ser controlados por Sr. Orr, caso o soldado passasse a desobedecê-lo.

Ron se tornou uma máquina assassina controlada e foi enviado ao Oriente Médio para uma série de testes de campo. Após testemunhar as atrocidades da guerra, Ron retornou aos Estados Unidos e tentou se tornar livre do Projeto M. Entretanto, Mr. Orr rejeitou o pedido, deixando o frustrado soldado procurar vingança àqueles que o tornaram um ciborgue. Logo depois de sua tentativa de destruir vários setores dos Lab. S.T.A.R. envolvidos com o Projeto M, Evers atacou Sarah Charles e seu noivo, DeShaun, pois estes eram cientistas envolvidos no projeto. As agressões de Ron, entretanto, foram contidas por Cyborg e pelos Titãs.

Mais tarde, Cyborg entrou em conflito com os companheiros de Ron, os Phantom Limbs - uma força especial cibernética criada pelo Sr. Orr. Após descobrir que o grupo era composto por vítimas, na verdade, Victor iniciou um programa deixado por seu pai. Este programa fez com que todo derivado cibernético dos trabalhos de Silas Stone fosse compatível apenas com seu DNA. Sarah Charles e DeShaun se retiraram do projeto, colocando, assim, um fim ao Projeto M, pelo menos por enquanto.

Na tentativa de assegurar que sua tecnologia não seria usada para extermínio, Vic substituiu as armas de Ron (e dos outros soldados) por próteses comuns. Isto deixou Ron irado com seu antigo amigo. Sem que Victor soubesse, um integrante dos Phantom Limbs, Blend, usou sua camuflagem para escapar da captura e entrou em contato com Ron, em seguida. Com a tecnologia ainda em Blend, este pode não ser o fim dos Phantom Limbs.

Certo tempo depois, Evers, aparentemente, despertou-se para a espiritualidade, tornando-se ministro de um radical seguimento religioso conhecido como "A Primeira Igreja da Anti-Tecnologia". Seus argumentos se baseiam em renegar toda forma de tecnologia, solicitando a seus seguidores que excluam todo e qualquer tipo de artefato eletrônico de suas vidas.

Assim, ele acabou encontrando-se novamente com Cyborg e confessou que na última batalha entre eles não apenas salvou sua vida como também sua alma. Ele, então, tentou persuadir Vic a desistir de sua dependência tecnológica para que pudesse ser salvo, em vão.

O velho amigo de Cyborg mantém sua Igreja em New York, na Cozinha do Inferno.

Poderes & Armas

Os componentes cibernéticos de Ron lhe garantiam superforça, resistência e durabilidade. Ele ainda podia transformar suas partes cibernéticas em vários tipos de armas, incluindo um poderoso gerador de som branco.


The Phantom Limbs



The Phantom Limbs são uma força cibernética especial criada pelo mercenário Sr. Orr e pelo seu Projeto M. O nome "Phantom Limbs" é uma analogia irônica, pois se refere à sensação de membros que já foram amputados (Sensação Fantasma). Isso também refere à natureza secreta do grupo, pois nele há integrantes que operam suspeitamente, como agentes negros.

Com a ajuda de Sarah Charles e seu noivo DeShaun, soldados mutilados ganharam membros cibernéticos baseados na tecnologia de Cyborg. Como garantia desses membros, os soldados deveriam servir sem questionamento ao governo e, particularmente, a Orr.

The Cyborg Revenge Squad tentaram impedir que Victor Stone exposse o Projeto M do Sr. Orr - para isso teriam que executar os Phantom Limbs, que eram provas-vivas do programa. Mas Cyborg derrotou o esquadrão, salvando os Phantom Limbs, inicianto um programa reserva deixado por seu pai. Este programa fez derivados cibernéticos do trabalho de Silas Stone compatível apenas com o DNA de Victor. Sarah Charles e DeShaun também deixaram o projeto. Isso colocou um fim ao Projeto M - pelo menos por enquanto.

Victor Stone, na tentativa de assegurar que sua tecnologia não fosse usada para extermínio, substituiu as armas dos integrantes do Phantom Limbs por próteses. Sem o conhecimento de Victor, Caleb Wilkerson usou sua camuflagem para escapar da captura. Assim, este pode não ser o fim dos Phantom Limbs.

Mitchell Hale
Codinome: Blindman
Nascido e criado no lado oeste de Manhattan, Hale se graduou na Liga Ivy, tornando-se oficial da Marinha. Após uma invasão, o soldado se tornou cego e sofreu trauma encefálico. Suas partes cibernéticas lhe permitem total reconhecimento do campo de batalha, assim como a habilidade de projetar mapas e controlar veículos aéreos.

DeMarcus Chapelle
Codinome: Mauler
Nascido em St. Louis, o antigo membro de guangue Chapelle, completou os estudos na prisão e se aliou ao Exército após cumprir pena. Desde então, DeMarcus tem sido um soldado modelo e se tornou operador de Tanques. Após perder ambas as pernas, o soldado adquiriu membros cibernéticos, transformando-o em um Tanque Humano. Esta transformação foi a mais radical de todos os membros dos Phantom Limbs. DeMarcus também decora suas pernas cibernéticas com crânios para representar todos aqueles que morreram por suas mãos.

Juben Martinez
Codinome: Projectile
O soldado Martinez perdeu ambos os braços enquanto tentava impedir um suicida com bomba. Seus braços foram substituídos por lançadores de míssil.

Caleb Wilkerson
Codinome: Blend
Caleb Wilkerson nasceu em Stone Mountain, Georgia, e serviu o Exército. Quando o soldado sofreu queimaduras de terceiro grau em 70% de seu corpo, ele adquiriu uma pele-cibernética, que lhe garante a habilidade de "camuflagem adaptativa". Ele também possui espadas retratáveis. Entretanto, Caleb não tem muito estômago como assassino.

Augusto Gutierrez
Codinome: Shriek
O antigo militar Chileno, Augusto Gutierrez, se tornou um mercenário e suspeito em uma série de "desaparecimentos" no Chile. Após perder seu braço esquerdo em um acidente de helicóptero, Augusto ofereceu seus serviços ao Projeto M em troca de um braço cibernético com disruptor sônico.

Dominic Arov
Codinome: Deng
Dominic é um antigo delinqüente Sudanês, que, possivelmente, serviu como soldado infanto-juvenil na SPLA. Ele se aliou à Marinha, a despeito de sua cidadania, para terminar seus estudos e obter graduação em Medicina. Após sofrer vários ferimentos internos durante uma missão de paz em Bialya, durante a Terceira Guerra Mundial, Dominick ganhou partes cibernéticas, que o tornou em uma unidade hospitalar humana. Ele é capaz de microcirurgias e realizar transfusões de sangue instantaneamente. Nem todos seus ferimentos foram tratados com partes cibernéticas. Assim, Dominic utiliza uma bolsa de colostomia, assim como diálises.

The Cyborg Revenge Squad


O misterioso mercenário conhecido como Sr. Orr faria qualquer coisa para proteger um programa oculto chamado Projeto M - que usava a tecnologia do Cyborg para criar cibernéticamente super-soldados. O projeto foi exposto quando o super-soldado Ron Evers se rebelou e atacou os Laboratórios S.T.A.R., a quem ele culpava por sua transformação.

No clímax desse ataque, Sr. Orr atraiu o Victor Stone do futuro, que é conhecido como Cyborg 2.0. Ele foi convencido a ajudar Orr na tentativa de preservar sua linha de tempo. Para impedir que Cyborg expusesse os segredos do Projeto M, Orr organizou um grupo chamado de "Cyborg Revenge Squad". Liderados por Cyborg 2.0, este grupo foi composto por Cyborgirl, Magenta, Chip II, Girder, Estilhaço e o Pensador - um grupo especificamente criado para deter Cyborg.

The Cyborg Revenge Squad tentou impedir que Victor Stone expusesse o Projeto M do Sr. Orr - para isso teriam que executar os Phantom Limbs, que eram provas-vivas do programa. Mas Cyborg derrotou o esquadrão, salvando o grupo de super-soldados, inicianto um programa reserva deixado por seu pai. Este programa fez derivados cibernéticos do trabalho de Silas Stone compatível apenas com o DNA de Victor.

Sarah Charles e DeShaun também deixaram o projeto. Isso colocou um fim ao Projeto M - pelo menos por enquanto.

Cyborgirl


LeTonya Charles destruiu seu corpo através da droga conhecida como “Tar”. Entretanto, sua tia, Sarah Charles, a salvou com poderosos implantes cibernéticos.

Esses implantes também substituíram a humanidade da garota com um hardware, que pode ser a razão de LeTonya usar de suas habilidades para obter tudo a qualquer custo.

Tempos atrás, LeTonya se tornou membro da Corporação Vilania como Cyborgirl. O grupo tentou dominar Skartaris, mas foi derrotado pela Mulher Maravilha.

Em seguida, LeTonya foi vista como membro da Sociedade Secreta de Super Vilões de Libra.

Tempos depois, Cyborgirl se aliou ao "Cyborg Revenge Squad" organizado pelo Sr. Orr, que pretendia proteger seu Projeto M. Entretanto, Cyborg derrotou o esquadrão e salvou os Phantom Limbs ao iniciar um programa deixado por seu pai. Isto também colocou um fim ao Projeto M.

Poderes & Armas

Devido aos implantes, Cyborgirl tem os mesmos poderes que Cyborg. Muito de seu corpo foi substituído com próteses avançadas que a garantem força e resistência sobre humanas, além de inúmeras funções e armas.

Nenhum comentário: