5 de nov de 2009

Tatuado - Mark Richards


Mark Richards, um soldado da Marinha Americana, ficou desaparecido por alguns anos depois de uma queda de helicóptero. Pensava-se que estivesse morto até que apareceu em Gotham City, dizendo que suas tatuagens representavam os pecados dos homens que ele havia matado. Segundo o mesmo, esses pecados foram tatuados em sua pele através de uma técnica que ele conheceu na nação de Modora. Ao tomar os pecados dos outros e tatuando em si os mesmos, ele dizia que suas vítimas seriam salvas desta forma. Neste período, ele enfrentou o Lanterna Verde e o Batman.

Durante os eventos de Crise Infinita, Mark tornou-se membro da Sociedade e, em seguida, entregou-se à Liga da Justiça tentando evitar que fosse enviado ao Planeta-Prisão.

Tempos depois, durante a Crise Final, ele foi visto em Metrópolis apresentando ao Detetive Dan Turpin a entrada do Dark Side Club. Em seguida, ele e sua família - sobreviventes da Equação Anti-Vida, esconderam-se dos Justificadores de Darkseid em uma escola abandonada. Sua esposa enviou um sinal para os heróis sobreviventes, contatando o Raio Negro, que os salvou e, antes de ser capturado, pediu a Mark que entregasse à Liga da Justiça "O Circuito" - símbolos que o Novo Deus Metron desenvolveu.

Enquanto sua família fora levada à Torre do Xeque-Mate, ele se aliou aos heróis sobreviventes na Sala de Justiça, onde tatuou o circuito em sua pele. Depois, no satélite da Liga, Mark decide jamais usar seus poderes novamente para fins próprios, fazendo com que Canário Negro o nomeasse membro honorário da Liga da Justia. O satélite, então, foi atacado pelos Justificadores no mesmo momento em que Mark percebe que "O Circuito" era uma defesa contra a Equação Anti-Vida, derrotando os acólitos de Darkseid.

Poderes e Armas

O Tatuado pode projetar e controlar as tatuagens que se projetam de seu corpo.

Nenhum comentário: