9 de jul de 2010

Questão de Opinião: Brothers & Sisters

Este é o título de uma aclamada série (norte)-americana sobre família, contando a história de uma em particular e os desafios que enfrenta nos dias de hoje, vivendo embaixo do mesmo teto.
Os Novos Titãs são aclamados no universo dos quadrinhos como uma família, e convivem fraternalmente sob o mesmo teto (de um prédio T gigante), enfrentando juntos os desafios adolescentes e super-heróicos da pós-modernidade.
O que essas duas “séries” têm em comum? Não sei! Embora tenha em casa, ainda não assisti "Brothers & Sisters". Mas resolvi escrever sobre Irmãos e Irmãs!
Mesmo os Titãs estando unidos por laços de amizades e por mútuas vontades, ao longo da história do grupo, alguns membros tiveram laços de sangue, ou mesmo laços legais, como irmãos e irmãs. Ou seja, como família no sentido mais tradicional.
Os primeiros foram Hank e Don Hall, os irmãos Rapina e Columba, detentores dos poderes dados pelos Lordes da Ordem e do Caos. Hank e Don eram opostos que se completavam como o Yin –yang. Um era violento e impetuoso enquanto o outro era pacifista e ponderado. Porém um protegia o outro. Típico de irmãos. Típicos Titãs da primeira Turma.
Com o passar do tempo, Don nos deixou e a jovem e bela Dawn (que, provavelmente por intenção dos criadores, tem um nome com a mesma pronuncia de Don) assumiu o manto de Columba. Mais tarde Hank também se foi, e Holly, irmã de Dawn, se tornou a nova Rapina. Novos opostos, nova relação de proteção e complementaridade. Porém as duas não tiveram a oportunidade de conviver tanto, já que foram criadas distantes uma da outra e passaram pouco tempo juntas como Rapina e Columba. Mesmo como Titãs elas passaram pouco tempo (durante o Ano Perdido e dos Titãs da Costa Leste de Victor Stone). Ficamos na vontade de conhecer mais sobre as duas. Mas a clássica dupla “Rapina e Columba” continua, agora com a formação mais famosa, de Dawn e Hank (ressuscitado no amanhecer do “Dia mais claro”).
Além de Rapinas e Columbas, outros irmãos foram muito importantes para os Titãs, embora tenham lutados juntos por um período curto demais, como os irmãos Wilson: Joe e Rose. Joey foi um dos maiores expoentes Titãs da clássica fase Wolfmann-Pérez. Um rapaz doce, desprovido do dom da fala que graças a decisões editoriais equivocadas sucumbiu aos efeitos colaterais de seu poder de possessão e se tornou insano recentemente. Rose foi durante um bom tempo uma jovem protegida dos Titãs, mas foi enganada e drogada por seu pai para ser como ele e depois tornou-se uma das mais queridas personagens do grupo durante a excelente fase McKeever-Barrows. Eles estiveram juntos como Titãs logo após o Ano Perdido, quando Joey foi ressuscitado por Ravena e os Titãs eram caçados por Amy, atualmente Titã e na época, uma Titã da Costa Leste de Slade. Recentemente, durante a Noite mais Densa, os Wilson lutaram juntos novamente contra seus mortos, no título dos Novos Titãs. Talvez eles não tenham vivido muito como irmãos, mas cada um ao seu modo e a sua época contribuiu muito à equipe.
Há ainda os irmãos titânicos que não são unidos por laços de sangue, mas sim “legais”, ou seja, irmãos adotivos. São os casos de Dick e Tim e de Roy e Mia. Essas duplas lutaram poucas vezes juntos como Titãs (exemplo: contra Dr. Luz após os eventos de Crise de Identidade), mas foram, assim como Joey e Rose, muito importantes cada um a sua época. Dick é o líder dos Titãs por natureza, mesmo longe da equipe, quando juntos todos esperam a sua voz de comando. Tim, também um Robin, foi um excelente líder dos mais novos Titãs e também não está na equipe atualmente. Ambos sempre tiveram uma boa relação. Roy foi o primeiro Ricardito e sempre foi um Titã importante, influente e querido. Mia seguiu a mesma identidade (Speedy no original), mas não foi Titã por tanto tempo quanto Roy. Os dois protegidos de Oliver Queen sempre tiveram uma boa relação, embora ela tenha sido abalada recentemente pela morte de Lian, filha de Roy.
Não importa quando, se juntos, se separados, se bem ou mal, se amigos ou nem tanto, os Titãs são como irmãos, mesmo quando o são de fato.

3 comentários:

Gustavo Antimonitor disse...

Pô parabens pelo texto Rodrigo!Muito bom!

Tarcísio Aquino disse...

Muito bom mesmo... Quero ler mais desses artigos...


Os irmãos Trovão e Relâmpago, mesmo sendo aliados dos Titãs, também eram muito cúmplices...

Rodrigo Broilo disse...

Não se preocupe Tar... já tenho mais tres na cabeça pra escrever... e um pro fim do ano! heheheh
Valeu pelos parabéns guris!