17 de mai de 2011

Questão de Opinião: Os Titãs que você conhece podem mudar em um Flash!

SPOILER ALERT: Este artigo contém novidades e detalhes de FLASHPOINT

Já começou!

A mais nova empreitada da DC Comics, oferecimento – mais uma vez – de Geoff Johns, já começou e reformulou o Universo DC. Tudo mudou, em um Flash. Ainda não sabemos o que disso tudo será definitivo (provavelmente, daqui alguns anos, nada), mas o mundo não é mais o mesmo. E poucos sabem disso.

Flashpoint #1, a edição de início da nova mega saga anual do UDC, chegou às bancas semana passada trazendo surpresas e um novo mundo totalmente diferente.

Para saber quais são todas essas novidades, você provavelmente terá que ler a edição e todas as subsequentes, porque não é nossa intenção contar certas coisas aqui. Nosso negócio é Titãs!

E nesse QdO, vamos analisar e levantar um pouco sobre como essa série afetará os Novos (e velhos) Titãs.

A princípio vale destacar que um dos mais famosos Titãs será muito grande nesse novo mundo de Flashpoint. Victor “Cyborg” Stone é o maior herói dessa nova realidade. O equivalente ao Superman de "nosso" mundo. Esse fato já foi aclamado em alguns sites nerds, principalmente pelo fato de um herói negro, finalmente, adquirir um status quo tão elevado. E o maior herói de todos precisa impedir que a guerra entre Mulher Maravilha e o Imperador Aquaman destrua a Europa e se espalhe pelo resto do mundo. Para isso, ele está à procura de grandes heróis que o auxiliem nessa missão. Victor tem um grande histórico em recrutamento, especialmente em se tratando de jovens heróis, como foi o caso em Turma Titã III e em Titãs da Costa Leste. E dessa vez parece não ser diferente...


Um dos possíveis recrutados é Captain Thunder (que possivelmente será traduzido como Capitão Trovão, ou algo pior), uma releitura a lá Capitão Planeta do já conhecido Capitão Marvel. Nesse novo herói há uma espécie de fusão entre 6 crianças, cada uma dotada de um dos dons dos deuses/heróis de SHAZAM. Entre essas crianças, três são super conhecidas dos fãs da mitologia de Shazam: Billy Batson, Mary Batson e Freedy Freeman, o ex-titã Capitão Marvel Jr. Além eles e de Darla, Eugene e Pedro, faz parte da formação o tigre Tawny. Segundo imagens de Flashpoint #1, a relação Thunder / Tawny me lembra muito He-man / Gato Guerreiro. Sabe como é... Questão de Opinião! Mas é mais um Titã que dá as caras logo de início. Pelo menos, 1/6 dele.

Isso sem contar em todos os outros Titãs que estão por aparecer em breve, com o andamento da série. Sabemos que o título Flashpoint terá #5 edições (e provavelmente alguns Aftermath), e cada título tie-in terá três edições. Nesses tie-in é que se encontram nossos heróis.

Um dos mais importantes, com certeza, é Bart Allen, o Kid Flash. Como Bart é um herói nascido no futuro que veio viver no “nosso presente”, com as mudanças de Flashpoint, ele voltou para o futuro, mas o futuro do mundo de Flashpoint. E, assim como seu avô Barry, Bart também sabe que o mundo está mudado, e mesmo sem acesso a força da aceleração Bart terá que correr através do tempo para encontrar os velocistas da família Flash.

Cassandra Sandsmark também parece ter papel de certo destaque já que ela será uma das Fúrias da Mulher Maravilha. Ou seja, Victor e Cassie estarão em diferentes vértices desse triângulo belicoso. Provavelmente, na terceira ponta veremos alguns AquaTitãs, como Lorena e Jackson, ou mesmo outros, já que nesse mundo tudo é diferente. Tão diferente que o mais famoso de todos os Titãs, não será mais o que era. Tudo por causa dos Graysons Voadores.

De todas as mudanças que Flashpoint traz, acredito que uma das mais importantes é o fato de Dick Grayson não ser órfão, mas sim viver com sua família. Isso afetará consideravelmente sua personalidade, pelo menos é assim que espero que Krul trabalhe o personagem. Sendo criado pelos pais, sem ser órfão, e sem ser adotado e treinado pelo Batman – que nem mesmo é Bruce Wayne nesse mundo - Dick tem tudo para ser diferente do que é. Não que ele não vá ser o cara bom, ou um herói, mas é bem possível que ele nunca seja um Robin (ou Asa Noturna) e que o espírito Titã que ele acendeu nos demais, provavelmente nunca existiu ou existirá nesse mundo. Enfim, essa é uma das histórias que mais me interessa nesse novo mundo: conhecer o novo Dick Grayson.

Pelas solicitações dos próximos meses, Ravena talvez venha a fazer parte do título Secret Seven (Septeto Secreto?), que pode ser uma releitura do Sexteto Secreto, ou uma mistura do mesmo com Sete Soldados da Vitória. Mas, ao que parece, Rachel está na capa da edição #3.

Diretamente ligados aos Titãs, ainda temos o Exterminador e a busca por sua filha, Devastadora, e Traci 13, que segundo solicitações, é a garota mais importante do mundo.

Independente de como serão as coisas durante a série, o que vários fãs querem mesmo saber é: “e depois? O que fica disso tudo?”. Como respostas, podemos ter apenas especulações. Mas como diz a sabedoria do povo: “onde há fumaça, há fogo”. Deixo para nossos estimados leitores o levantamento de teorias.

Para quem gosta de realidades alternativas, releituras de personagens, séries “what if...?” e viagens (inclusive no tempo), Flashpoint é uma boa pedida. Caso contrário, boa leitura a partir de setembro!

3 comentários:

Tarcísio Aquino disse...

Muito bom o texto, Broilo.
Flashpoint me lembra, e muito, a Era de Apocalipse (dos X-Men). Até mesmo escolheram um dos artistas daquela saga (Andy Kubert).

Me lembro que os X-Men tiveram seu futuro alterado (e passado também) na saga. Ao final, tudo voltou ao normal, mesmo a realidade natural ter sido presenteada com alguns elementos da alternativa.

Acredito que acontecerá o mesmo em Flashpoint. Alguma coisa deve mudar. Basta analisar as solicitações de agosto (O Multiverso DC lançou a especulação num artigo bem legal).

Só espero que nada muito drástico mude nos Titãs. Tipo apagarem um personagem, tornar outro vilão, etc...

Estou curioso também, Rod. Mas não vejo a hora de Setembro chegar! eheh

Nícolas disse...

Eu comecei a ler o FlashPoint ontem e achei muito loco, cara...
Tipo [SPOILER] o Bataman é o Thomas, a mãe do Flash viva e tudo mais...
Loucura, loucura, loucura...

Rogerio disse...

Quanto ao Grayson, acho que ele não deve mudar muito não...mesmo passando por todas as perdas que passou, ele sempre foi assim. Já ficou mal, a morte de Jason Todd também o afetou bastante, mas o saldo sempre foi positivo. Acho que, no máximo, ele pode ser um cara mais mimado e irresponsável nessa realidade, mas com a mesma essência.