17 de dez de 2011

Uma Homenagem Clássica

Por: Victor Vaughan

Arte: Alejandro Garcia, Bill Walko, Weber Carvalho, Marcus Mebes, Tarcisio Aquino, Jonas Trindade, Leo Cez, Adriano Augusto, Gustavo Sleman.

Qual o segredo do título de maior sucesso de vendas da DC de todos os tempos?




Após perder, num acidente em seu laboratório, sua mulher e, por muito pouco, seu único filho, o cientista Silas Stone se viu beirando o desespero, mesmo tendo por pouco salvo a vida de seu filho, ele sabia que nada mais seria como antes e agora enfrentava a batalha interior de achar uma razão para tudo aquilo. Ao receber a visita de uma estranha e misteriosa jovem que lhe procurou com uma proposta intrigante e ser apresentado por ela ao menino prodígio - visivelmente a maior inspiração heróica que qualquer jovem poderia ter – ele, pela primeira vez, em muitos meses redescobriu a esperança. Silas Stone tinha salvado o corpo de Victor, mas os Titãs salvariam sua alma.

Uma princesa alienígena entregue como escrava a uma raça inimiga de seu povo pela covardia de um soberano pai. Um garoto órfão de uma família circense que ganhou a chance de uma nova vida sob a tutela de outro órfão bilionário. Uma jovem, fruto de um estupro satânico, retirada ainda bebê do calor de sua mãe.

Todos jovens que desde o início de suas vidas se viram em situações trágicas e transformadoras, órfãos todos de alguma forma, que desde cede aprenderam que o mundo pode ser um lugar cruel e agora mais velhos, nunca mais se permitirão serem vítimas e dedicam suas vidas para que outros jovens não passem pelas mesmas dificuldades que tiveram que passar.sentenciada a viver para sempre entre a humanidade sem poder saber o que é ser humano. Um garoto de pele verde, que também teve um passado trágico, mas que optou por nunca mais permitir uma lágrima de tristeza cair de seu rosto. Um jovem atleta, vítima de um bizarro acidente que o colocou para sempre aparte da humanidade. Uma menina, ainda bebê, sobrevivente de um desastre e resgatada pelas deusas do Olimpo para um dia se tornar uma campeã da vida e um garoto que após um acidente fantástico teve a chance de se tornar o ajudante de seu maior herói de infância.

O ano era 1980, começava a Guerra das Malvinas, John Lennon era assassinado e o Heavy metal surgia como grande vertente do rock, os computadores pessoais eram lançados no mercado em larga escala, a AIDS era descoberta, e o mundo via a queda do Muro de Berlin. No início disso tudo, Marv Wolfman e George Pérez trazem à tona a maior e mais icônica formação do grupo criado em 1964, por Bob Haney e Bruno Premiani. E toda uma nova era de excitantes estórias e aventuras memoráveis tiveram início.

A misteriosa jovem, vinda de uma dimensão mística onde foi instruída e protegida do alcance maligno de seu pai demoníaco, que buscava através do controle absoluto de sua filha, abrir caminho para a conquista de nossa dimensão. Agora não mais criança, ela precisava cumprir seu destino e enfrentar seu maior rival, sob o risco de que não superando esse desafio quase impossível para uma pessoa enfrentar sozinha, não só sua alma estaria perdida.

Mas ela jamais estaria sozinha a partir de agora. Uma vez de volta à Terra, ela buscou em Dick Grayson o líder natural para o pequeno exército que arregimentava para no momento certo lutar pela liberdade de sua alma e de todo o planeta. Silas Stone possibilitou todos os recursos para que esse grupo pudesse existir, patrocinando entre tantas coisas um dos quartéis generais mais conhecidos de todos os tempos, em troca de todo o benefício que seu filho teria ao poder uma vez junto a outros como ele, redescobrir seu potencial transformador. A jovem amazona criada pelos deuses viria a ser o coração do grupo e para o pontapé inicial da saga dos mais jovens heróis do mundo, ainda faltava salvar a princesa alienígena, agora refugiada em nosso planeta, fugida de seus tiranos escravagistas, para que a equipe estreasse de forma espetacular e definitiva.

Daí por diante, pudemos conhecer nos meses seguintes um pouco mais do passado e dos eventos que formaram o caráter desses novíssimos Titãs. Pudemos entender a angústia de Donna Troy em desejar redescobrir suas verdadeiras origens e a de Wally West em descobrir o sentido de sua vida. Assim como Dick Grayson, nos apaixonamos pela bela princesa alienígena. Torcemos a cada edição para que Ravena superasse todo o controle maligno que crescia de seu pai sobre ela e nos identificamos com a amizade entre tapas e beijos de Ciborg e Mutano. Claro que sim, nós éramos o tempo todo o oitavo novo titã que todo mês visitava a Torre.

Nossos amigos lutaram para garantir a liberdade não só de nosso planeta, mas lutando contra déspotas alienígenas, conseguiram garantir a de outros mundos. Eles impediram desastres naturais e desvendaram crimes até então insolúveis. Muitas vezes foram tidos como ameaças, mas isso nunca os impediu de lutar pelo que acreditavam ser o certo. Assim como nunca deixaram de correr ao auxílio de um aliado ou amigo em necessidade. Tudo que era verdadeiro e justo para eles importava, sendo protagonistas em eventos desde a grande CRISE até mesmo em histórias onde a temática era discutir a influência das drogas na nossa juventude e a violência familiar que fazia centenas de garotos e garotas fugirem de casa, se tornando alvos fáceis de adultos mal intencionados.

O tempo todo fomos brindados com a arte de um dos maiores profissionais que o mercado de quadrinhos podia apresentar.

Que retratava cada um de nossos heróis com um carinho ímpar, refletido no cuidado com que cada personagem era apresentado. O roteirista deixava claro o quanto aqueles jovens eram mais que simples idéias, mais do que simples muito bem traçados desenhos.

Foram inúmeras as sagas que acompanhamos e com elas crescemos ano após ano, enfrentando nossas provas e recuperações, nossos problemas familiares e desilusões amorosas. Como os Titãs, sempre acreditando que tudo passaria e o mais importante de tudo, era que passaríamos por isso juntos, uns com os outros. Unidos.

Vimos amigos abandonarem o grupo para seguirem seus próprios destinos e eventualmente antigos retornarem. Vimos inimigos se tornarem amigos e amigos muitas vezes os traírem e com eles sofremos ao ver o quanto eles tiveram que lidar com a morte de seus entes mais amados constantemente, como normalmente todos nós temos em nossas vidas fora dessa Torre. Mas o sentimento que beirava quase ao amor entre eles nunca enfraqueceu a união desses amigos, muito pelo contrário.

Aliás, amizade que beira quase ao amor pode ser chamada também de família e os Titãs são uma família.

Esse é o segredo do sucesso do maior super grupo jovem de todos os tempos.

Titãs unidos!!!

Nenhum comentário: