6 de nov de 2007

O Sistema Estelar de Vega

Vega é a quinta estrela mais brilhante em nosso céu, cerca de 26 anos-luz da Terra na Constelação Lyra (Cisne). Vega é cerca de três vezes o tamanho do sol da Terra, mas muito mais brilhante e quente. Este Sistema conta com inúmeros planetas e culturas.

X'Hal


X'Hal é a deusa guerreira adorada pelo Sistema de Vega. Ela foi responsável por impedir a invasão Psion, tornando-se a lei do Sistema Vega. Os Psions retornaram, entretanto, assassinando X'Hal e, em posse de seu corpo, realizaram experimentos, convertendo seu corpo em pura energia, o que a trouxe de volta à vida mais poderosa ainda.

Descontrolada, a deusa usou seus poderes contra seu povo, destruindo três dos vinte e cinco mundos antes que pudesse ser capturada e tomada sob controle pelos Lordes de Okaara.

Os Psions

Há bilhões de anos, um dos primeiros planetas em nosso universo a ter vida, com uma população de imortais (que mais tarde se tornariam os Guardiões do Universo), complementava seus conhecimentos estudando e fazendo experimentos com espécimes animais. Assim iniciou-se a evolução das criaturas conhecidas como Psions.

Milhões de anos depois, os Psions se envolveram completamente em estudar e remontar o maquinário estranho que seus ancestrais deixaram. Educados em uma civilização de cientistas, os Psions dedicavam suas vidas a intensos experimentos, reprimindo qualquer manifestação de sua verdadeira natureza até que suas mentes manifestassem diferentes níveis de ação, com todas as emoções e funções vitais submetidas ao controle da mente.

Os Guardiões do Universo descobriram sua origem e ficaram descontentes. Assim, baniram os Psions para um setor espacial distante. Humilhados, os Psions fixaram-se próximo ao Sistema Estelar de Vega, estudando as formas de vidas locais. Em seguida, o Laboratório Psion destacou-se em toda a história de Vega.

As diferenças entre a Deusa X'Hal e os Guerreiros Branx originaram o Império da Cidadela, que tomava controle de todos os 25 planetas do Sistema Vega. A primeira Força Tarefa da Cidadela dominou os Psions e usou suas máquinas para se clonarem, criando assim a raça Cidadela. Isso tornou os Psions inimigos da Cidadela por séculos.

Muito tempo depois, uma versão maligna de Ravena tentou destruir sua versão boa (que estava dormente no corpo de Estelar). Para capturar Koryander, Ravena Negra iniciou um conflito no Sistema Vega. Durante o conflito, um ataque dos Psions levou a destruição do planeta Tamaran.

Anos atrás, H'San Natall escravizou um grupo de cientistas Psions, que realizaram inúmeros experimentos, incluindo a criação do caçador Jugular. Concomitantemente, H'San Natall abduziu nove mulheres para que os Psions realizassem inseminação artificial. Todas, exceto por uma (mãe de Prisma) tiveram suas memórias apagadas e, nove meses depois, deram à luz aos híbridos de H'San Natall – Risco, Argenta, Prisma, Joto, Limite e Incendiária.

Desde então, os Psions não foram mais vistos.

A Cidadela

Temidos pelos habitantes do Sistema Vega, os Psions seqüestraram a Okaarana X'Hal fazendo-a unir-se com um guerreiro brutal Branx. Desta união nasceram duas crianças: um ser mutante horrível, que se tornou o primeiro componente da Cidadela; e outra humana, Lambien. Os Psions tentaram fazer com que X'Hal se unisse novamente com um Branx, mas ela acabou sendo morta ao tentar deter o guerreiro. Os Psions tomaram seu corpo sem vida e, em um experimento, converteram-na em pura energia, tornando-a assim a deusa X'Hal. Lambien compartilhou de seus poderes, transformando-se no semideus Auron.

O outro filho de X'Hal uniu-se a seus criadores, os Psions, para juntos conquistarem os vinte e cinco mundos do Sistema Vega. Após a conquista, o solitário ser da Cidadela se voltou contra seus aliados, clamando todo o poder para si. Assim, utilizando as máquinas dos Psions, ele se clonou, criando um verdadeiro Império da Cidadela, aterrorizando todos aqueles que não se rendessem às suas vontades. Assim, os Psions e o povo da Cidadela tornaram-se inimigos eternos.

A Cidadela sempre procurava agir com terror e medo. Tentando dominar o paraíso tropical conhecido como Tamaran, eles alcançaram a Terra em busca de uma poderosa tamareana - Estelar. Embora tenham sido derrotados, o Império da Cidadela ainda constitui uma brutal força na Galáxia.

Os Gordanianos

A raça dos Gordanianos é uma civilização situada ao sudeste de Gordane, um continente do planeta Karna (Sistema Vega), lar de outra espécie inteligente: os Felinos Karnianos, e dos seres aquáticos Ssilithiss. Os Gordanianos governavam com autoridade e liderança militar. Sua cultura cresceu em meio aos escravos capturados. Aliás, a escravidão era sua principal característica.

Vários milhares de ciclos atrás, a Cidadela entrou em contato com os Gordanianos oferecendo-lhes a possibilidade de escravizarem os mundos dominados pela Cidadela, assim como criar colônias nestes mundos conquistados, em troca de se sujeitarem como exército da Cidadela.

Alguns dos mais notáveis cativos dos Gordanianos tornaram-se membro dos Omega Men e outra foi a Princesa Koryander de Tamaran. Ao se libertar dos Gordanianos, Estelar uniu-se aos Novos Titãs, no Planeta Terra.

Quando a velha Cidadela sofreu um ataque dos Omega Men, os Gordanianos mantiveram sua aliança com os remanescentes daquela raça. Com o passar dos anos, os Gordanianos perceberam que o comércio de escravos já não era um negócio lucrativo em meio a uma galáxia mais civilizada.

Tempos depois, um grupo de Tamaraneanos, sobreviventes da destruição de seu mundo, buscou um novo lar. Assim, invadiu o planeta Karna, lar dos Gordanianos. O Príncipe Ryander, com a ajuda de sua irmã, Estelar, fizeram com que os Titãs pensassem que os verdadeiros invasores eram os Gordanianos, imaginando que eles não entenderiam ou concordariam com os meios para a batalha. Entretanto, os Titãs descobriram que os invasores, na verdade, eram os Tamaraneanos. Assim, Tempest propôs um acordo entre os Tamaraneanos e os Gordanianos, que deveriam permitir que os aqueles ficassem no planeta em troca de ensinamentos de novos comércios que não fossem escravidão, além de compartilhar o bom nome dos Tamaraneanos ao redor da galáxia. Ambas as raças concordaram com a proposta.

Entretanto, mais tarde, durante o evento Mundos em Guerra, Imperiex destruiu o planeta Karna.

Omega Men


Compostos por diversos rebeldes oriundos de vinte e cinco mundos do Sistema Estelar de Vega, os Omega Men dedicam-se ao fim da tirania e opressão, promovendo a paz pela Galáxia. O sonho idealizado por Primus, durante seu aprendizado com os Guerreiros de Okaara, foi apoiado por sua futura esposa, Kalista (Princesa de Euphorix).

Juntos recrutaram seus colegas em Okaara e enfrentaram diversas vezes vários tiranos, incluindo a Cidadela. Capturados e aprisionados, Primus e Kalista escaparam do planeta prisão da Cidadela com novos recrutas: O transmorfo felino Tigorr; Brutus - composto por rocha bruta; a alada Harpia e sua irmã Demônia; e Auron, filho de X'Hal.

Após permanecerem um tempo na Terra, os Omega Men lançaram um novo ataque à Cidadela, libertando e recrutando Doc, Shlagen and Felicity.

Tempos depois, após um curto período de paz, uma nova ameaça invadiu o Sistema Vega - Spider Guild. Novos membros foram recrutados como Elu, Homem-Verde - antigo Lanterna Verde, Ryander - Príncipe de Tamaran, Artin - um ser com inteligência artificial, Oho-Besh, Ynda - prima de Kalista, Rynoc - um okaarano, Zirral de Tamaran e o Gordaniano Uhlan.

Como os Omega Men combatem a tirania no Sistema Vega, vários membros vêm e vão. O líder, Primus, encontrou a morte em uma batalha durante a Invasão dos Domínios à Terra.

Os Guerreiros de Okaara

Uma das raças mais velhas do Sistema Vega, os Okaaranos desenvolveram Okaara, uma civilização gentil e 13° planeta de Vega. Sua paz foi ameaçada pela chegada dos Psions, que abduziram e realizaram experimentos em uma de suas cidadãs - X'Hal.

Logo, os Okaaranos, seduzidos pelo filho maligno de X'Hal, sofreram uma guerra civil, condenando o planeta a um holocausto nuclear. Os sobreviventes fixaram-se profundamente ao solo, fazendo de suas casas túneis e câmaras. A radiação alterou suas formas.

Embora não abraçassem mais a guerra, os Okaaranos estudaram e aperfeiçoaram técnicas de combate. Assim, passaram a usar sua ciência para capturar X'Hal - agora uma criatura de pura energia - mantendo-a prisioneira em Okaara e adorando-a como uma deusa viva.

Como a civilização se espalhou pelo Sistema Vega, os Okaaranos enviaram emissários religiosos para outros mundos. Okaara tornou-se um lugar de aprendizado, onde vários estudantes de outros mundos aprendiam técnicas de combate e ciências. Alguns dos estudantes dos Guerreiros de Okaara foram Estelar, Estrela Negra, Primus, Kalista, Ryander e Elu.

Nenhum comentário: